Duas Mulheres em Pintura, Paula Rego e Josefa de Óbidos

Juntas na mesma exposição para a "A Arte Religiosa no Feminino", obras de Paula Rego e Josefa de Óbidos, juntas, na mesma exposição, na Casa das Histórias., em Cascais. a Casa da obra de Paula Rego.

O que pode fazer a arte ao tempo, reduzi-lo a nada, a apenas um instante, a um olhar. Neste caso, juntar duas mulheres, que nunca poderiam ter estado juntas, mas junta-as o feminino, o facto de serem mulheres a pintarem e a pensarem, não há tempo que as separe. Catarina Alfaro, a curadora da exposição realça esse lado feminino no conjunto das duas obras, agora em exposição.No fundo são duas exposições, com este caminho, com este traço da arte no religioso feminino, não só o facto de serem duas mulheres, mas também de representarem mulheres religiosas. A seleção de obras de Josefa de Óbidos partiu da série de Santa Teresa do Convento de Nossa Senhora da Piedade, de Cascais. um conjunto de obras de 1672. A seleção de obras de Paula Rego para esta exposição foi feita a partir da religiosidade católica e o que ela encerra de misterioso mais presente e o mais passado com Josefa de Óbidos e Paula Rego, duas mulheres artistas a ultrapassarem o tempo, para além da sua própria dimensão de mulheres.

"A Arte Religiosa no Feminino", obras de Paula Rego e Josefa de Óbidos, ainda até de 23 de maio, na Casa das Histórias, em Cascais.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de