Escritaria. O funaná da pequenada 

A edição deste ano da Escritaria é dedicada ao escritor cabo-verdiano Germano de Almeida, Prémio Camões em 2018.

Os ritmos cabo-verdianos foram pontuando o dia do escritor Germano Almeida. Uma dança com livros que contagiou graúdos e miúdos. Quem disse que não há vida para lá do chumbo do Orçamento?

Dentro da tenda do Espaço do Livro, no Largo Padre Américo, as obras do escritor cabo-verdiano estão alinhadas nas bancas, chamando quem passa a conhecer do último " A Confissão e a Culpa", ao primeiro dos romances do contador de histórias " O Testamento do Sr. Napumoceno". Cá fora, os corpos, tal qual as personagens dos livros, ganham vida própria assim que a música começa a tocar.

A Improvável Aula de Funaná junta o grupo de teatro Boca do Mundo e o Centro Escolar de Penafiel. Os dançarinos da professora Iolanda ensinam os primeiros passos. São eles as personagens principais desta Escritaria dançante.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de