Falar e ter Vontade de Entender

"Enseada" é um lugar, é um espetáculo de Miguel Castro Caldas, na sala estúdio, do Teatro Nacional D.,Maria II, em Lisboa.

"Enseada", é um espetáculo, onde Miguel Castro Caldas parte dessa ideia, de duas pessoas querem mesmo comunicar, e esse é o ponto de partida, comunicar porque querem mesmo, querer é o tempo do verbo, da palavra. Tantos exemplos, onde por vezes, ou muitas vezes, não se consegue chegar a um entendimento por não se quer chegar a esse código da conversa, onde tudo se percebe, mas neste caso, há duas pessoas que não se estão a entender. Não há aqui, em Enseada um história para contar, mas sim um momento, um tempo, um lugar, um entendimento. Enseada pode ser um ponto de entendimento, neste lugar que em espanhol pode ser ensenada, um lugar encenado.

direção e texto Miguel Castro Caldas, criação Élvio Camacho, Filipe Pinto, João Caldas, Márcia Lança, Marta Félix e Miguel Castro Caldas, com Élvio Camacho, Márcia Lança e Marta Félix música João Caldas, espaço cénico Sara Franqueira, efeitos especiais Nuno Tomás, figurinos Marta Félix, luz Cristóvão Cunha, assistência de cenografia Joana Sabogueiro, apoio à dramaturgia Ana Matoso, produção executiva Diana Almeida, residências Materiais Diversos e CCVF, produção Org.i.a, coprodução TNDM II, Centro Cultural Vila Flor.

"Enseada", é um espetáculo de Miguel Castro Caldas, na Sala Estúdio do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa e fica quarta e sábado às 19h30, quinta e sexta às 21h30 e ao domingo às 16h30, até 15 de Dezembro.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados