Festival A Estrada está de volta a Santiago do Cacém com música, teatro, vinho e ioga

Para a edição deste ano, a organização destaca a atuação de António Parreira, um mestre da guitarra portuguesa, que vai tocar com os seus dois filhos.

Música, teatro, vinho e ioga. São algumas das propostas do Festival A Estrada. A segunda edição começa esta terça-feira e estende-se até sábado ao longo de uma faixa de 13 quilómetros junto à estrada nacional 544, entre a Reserva Natural das Lagoas de Santo André e a Sancha, no concelho de Santiago do Cacém.

Carlos Gomes, da organização, explica à TSF que a ideia é que quem passe pelo festival conheça mais do que as praias de Santo André.

"São atividades que, no seu conjunto e ao longo do território, pretendem dar a conhecer, por um lado, àqueles que nos visitam e àqueles que andam a veranear outras facetas [da região] além das praias maravilhosas que tem. Outra das características do festival é procurar integrar os palcos na atmosfera dos próprios lugares, procurando iluminar o espírito desse lugar", afirma.

No ano de estreia, o Estrada venceu o galardão de melhor novo festival, nos prémios ibéricos. Para a edição deste ano, Carlos Gomes destaca uma homenagem a António Parreira, um mestre da guitarra portuguesa.

"O António Parreira vai tocar com os seus dois filhos, dois monstros também da guitarra, que tocam com toda a gente consagrada do fado em Portugal atualmente. Eles são os três nascidos e criados nesta região e vai ser uma rara oportunidade de ver pai e os dois filhos juntos, a tocarem guitarra e a partilharem connosco toda a sua mestria", acrescenta.

O concerto de António Parreira e dos filhos realiza-se esta quarta-feira. Pelo Festival A Estrada vão também passar outros nomes como Celina da Piedade, Luís Trigacheiro ou Xinobi.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de