Governo deixou sem resposta oferta para que tiara de D. Maria II fosse exposta em Portugal

Foi feita uma oferta de empréstimo feita à Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) pelo novo proprietário, mas a proposta do comprador nunca mereceu uma resposta oficial do Ministério da cultura.

O Ministério da Cultura deixou sem resposta uma oferta para que a tiara de D. Maria II fosse exibida em Portugal. A tiara do século XIX foi comprada, em maio, por um investidor estrangeiro, apesar dos esforços do Estado português, que chegou a oferecer um milhão de euros, durante o leilão, revela o jornal Expresso.

A tiara de D. Maria II, com 1415 diamantes e cinco safiras, poderia ser exposta em Portugal na sequência de uma oferta de empréstimo feita à Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) pelo novo proprietário, mas a proposta do comprador nunca mereceu uma resposta oficial.

Questionado, o ministério de Graça Fonseca garante ao semanário Expresso que a proposta nunca chegou ao gabinete. Mas o responsável da Christie's para a Europa, Pedro Girão, garante que foi enviado um e-mail com a proposta de um empréstimo, para que a tiara pudesse ser exibida em Portugal. Em contrapartida, o Estado teria de suportar os custos do transporte e dos seguros.

Pedro Girão sublinha que agiu como um patriota, mas nunca teve qualquer resposta. A única indicação que recebeu foi de que o assunto tinha sido entregue a um gabinete de advogados, mas nunca foi contactado por esse escritório.

Pedro Girão afirma que não sabe de qualquer negociação em curso, enquanto o Ministério da Cultura adianta apenas que está a acompanhar o caso, mas de forma reservada.

O Expresso adianta que também que Marcelo Rebelo de Sousa está a acompanhar de perto a situação.

Já o diretor do Palácio Nacional da Ajuda, que liderou a oferta portuguesa no leilão da Christie's, confessa que ficou muito perturbado, com a imensa luta pela tiara.

José Alberto Ribeiro confirma a proposta de empréstimo, mas diz que espera por uma decisão do Ministério da Cultura.

A tiara, com mais de 1400 diamantes e cinco safiras azuis, foi vendida por um milhão e 600 mil euros, num leilão da Christie's.

O Estado português ainda ofereceu um milhão de euros pela tiara, mas não conseguiu acompanhar a oferta estrangeira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de