Duas Mulheres, no Amor e na Vida

A Escola de Mulheres, estreia esta noite, no Teatro S.Luiz, em Lisboa, "Gertrude Stein e Acompanhante", com encenação de Fernanda Lapa.

Fernanda Lapa parte da peça de Win Wells que foi beber às muitas escritas de Hemingway sobre a poeta norte americana, radicada em Paris Gertrude Stein que viveu uma vida com a acompanhante Alice Toklas. É uma história de amor mas principalmente esta relação entre estas duas mulheres que viveram quase 40 anos juntas. É uma conversa depois da morte, como se pudessem estar a conversar as duas, na mesma sala recordando os tempos e para nós espetadores estamos diante duas mulheres de uma outra natureza. Na mesma sala com piano ao fundo, neste caso um pianista anjo, ao vivo e com asas, e um cão, também há um cão ao vivo em cena, com os dois cães, iguais que tiveram em casa, e todas as figuras históricas que passaram pela casa de Gertrude Stein, entre eles Pablo Picasso. Que conversas podiam ter tido estas duas mulheres? Duas escritoras, porque Alice Toklas, depois da morte de Gertrude Stein, nunca mais parou de escrever. Este, agora no palco, é um trabalho para senhoras atrizes, Cucha Carvalheiro e Lucinda Loureiro com o anjo pianista Nuno Vieira de Almeida.

Gertrude Stein e Acompanhante, estreia esta noite na sala Mário Viegas, do teatro S.Luiz às 21h00 e fica de quarta a sábado sempre às 21h00 e ao domingo às 17h30 ainda até 30 de junho.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de