Lisb-on Jardim Sonoro: dançar num lugar (pouco) secreto da capital

Este fim de semana, o Lisb-on Jardim Sonoro volta ao Parque Eduardo VII, com muita música eletrónica para desfrutar num jardim e também à luz do dia. É mesmo no centro da capital que o Lisb-on acontece já há 6 anos.

Durante três dias, o Parque Eduardo VII, vai receber mais de 30 nomes da música eletrónica com uma programação que começa a partir das duas da tarde e bem no coração de Lisboa.

Um festival que acolhe milhares de "jardineiros", todos os que, no início de setembro, germinam o Parque Eduardo VII com o seu groove, a sua alma e movimentos de dança.

Mas, apesar de estarmos a falar de um festival de música eletrónica, a programação começa sempre bem cedo para se desfrutar do ambiente do parque e da luz única da cidade de Lisboa.

Três dias e três palcos com propostas sempre diferentes para quem estiver no Lisb-on Jardim Sonoro.

Moodyman, Carl Craig, Marcel Dettmann, Masters at Work, Horse Meat Disco ou Róisín Murphy são alguns dos nomes maiores a subir aos três palcos do festival, este ano com o novo Tree House para além do Main Stage e do Carlsberg Stage.

O Lisb-on Jardim Sonoro também sem plásticos e a cuidar do espaço verde que ocupa e desde o início com uma causa social. Todos os anos há uma percentagem das receitas que reverte para a Casa dos Animais de Lisboa.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de