O Mandarim d'Eça

A Companhia de Teatro de Almada mostra o Mandarim, a partir de Eça de Queiroz.

Eça de Queiroz das muitas viagens que fez nunca foi à China, mas conheceu muito bem a comunidade chinesa que vivia em Havana, quando foi consul de Portugal, mas este livrio Mandarim e agora também o espetáculo de Teresa Gafeira viaja por muitos países, muitos lugares do mundo, como se fosse uma aventura de banda desenhada, tudo aos quadros. Um livro que traz a pequenez portuguesa, um espetáculo que reflete tudo isso, e a ambição desmedida de Teodoro, o funcionário público, a morte do Mandarim e a China de outros tempos. O Mandarim é um dos livros do Plano Nacional de leitura e Teresa Gafeira fez este espetáculo para adolescentes, pode até ser para todos mas é a adolescência a destinatária. Toda a dimensão do ser português, pelos olhos de Eça de Queiroz, agora em cima do palco, onde a ambição pelo café central, ou os touros, ou a ópera, tomam outra atitude.

Adaptação de Teresa Gafeira e Pedro Proença, Encenação de Teresa GafeiraIntérpretes, André Alves, Catarina Campos Costa, Celestino Silva, Maria Frade, João Farraia e Pedro Walter, Cenário e figurinos Ana Paula Rocha, Desenho de luz José Carlos Nascimento, Desenho de som Miguel Laureano, Voz e elocução Luís Madureira, Projeções Pedro ProençaOperação de luz e som Miguel Laureano

O Mandarim da Companhia de Teatro de Almada, de hoje terça-feira a domingo, de terça a quinta às 16h00, sexta feira às 21h30, sábado e domingo também às 16h00.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de