José Jorge Letria destaca trabalho "exemplar" de João Paulo Cotrim na Bedeteca

O escritor e editor, que morreu este domingo aos 56 anos, foi o primeiro diretor da instituição, entre 1996 e 2002.

O presidente da Sociedade Portuguesa de Autores destacou este domingo o trabalho de João Paulo Cotrim na criação e direção da Bedeteca como "exemplar" e lamentou a morte "precoce" do editor de 56 anos.

"Era um homem com talento, muita criatividade e morreu ainda demasiado jovem", assinalou José Jorge Letria em declarações à TSF, sublinhando que o escritor terá sido vítima de "complicações geradas pela Covid-19, este flagelo que não tem poupado gente".

João Paulo Cotrim foi "um excelente criativo e um grande especialista da história da banda desenhada em Portugal", tendo criado e dirigido a Bedeteca, de 1996 a 2002, num "trabalho exemplar na câmara de Lisboa, então presidida por João Soares".

A sua morte é, uma "perda grande por tudo aquilo que fez como guionista, escritor, jornalista e sobretudo como editor".

O escritor e editor João Paulo Cotrim morreu este domingo em Lisboa, aos 56 anos. Fundador da editora Abysmo, era natural de Lisboa. Foi também jornalista e um dos maiores impulsionadores da banda desenhada em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de