Ler Auto da Barca do Inferno no S.João

O Teatro Nacional S. João mostra Leituras para Crianças para Crianças e Jovens, com a Companhia Quase Residente, hoje é a vez de Gil Vicente com o Auto da Barca do Inferno, para o país todo. A partir do Porto.

Três obras para estas sessões confinadas, em janeiro, Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett, esta tarde, o Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente a ainda fica a faltar a Cruzada das Crianças de Afonso Cruz. Luísa Corte Real é a cara e aqui a voz do serviço educativo do Teatro Nacional S, João relembra que são obras obrigatórias do ensino básico e secundário. Mesmo que não seja obrigatório ler A Cruzada das Crianças, Afonso Cruz vai estar presente, nessa sessão, hoje a leitura vai ser acompanhada por uma professora de português, no Auto da Barca do Inferno, e Luísa Corte Real, em resposta à pergunta, estas leituras, com atores retiram aquele lado mais de "seca", que muitas vezes afasta os miúdos de lerem as obras: Luísa Corte Real responde que nos muitos anos que fazem leituras encenadas, os miúdos sempre gostaram das palavras ditas, é uma outra coisa. Gil Vicente, também quis que fosse uma diversão, o Auto da Barca do Inferno, que hoje vai ter leitura do Teatro Nacional S. João, que é agora um teatro do país todo, literalmente, um teatro que chega a todo o lado, é a vantagem da ligação on line. Leituras On line do S. João que conseguem chegar a centenas de miúdos em cada sessão é chegar de facto mais longe.

O auto da Barca do Inferno de Gil Vicente, hoje na Leitura para Jovens e Crianças do Teatro Nacional S.J oão, on line.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de