Morreu Michel Piccoli, um histórico do cinema francês

Artista francês trabalhou com Manoel de Oliveira e Paulo Branco.

O ator francês Michel Piccoli morreu, aos 94 anos, revelou a família num comunicado citado pela AFP, esta segunda-feira. O artista é considerado um "monumento do cinema francês" e um aventureiro do cinema e chegou a trabalhar com Manoel de Oliveira.

Piccoli "apagou-se a 12 de maio nos braços da mulher, Ludovine, e dos seus filhos Inord e Missia, na sequência de um acidente vascular cerebral", revela a nota da família.

A carreira de Piccoli fica marcada por participações em filmes como 'As coisas da vida', 'O desprezo' ou até 'Habemus Papam'. Com o português Manoel de Oliveira, interpretou Gilbert Valence no 'Vou para Casa', em 2001.

Além de Manoel de Oliveira, Piccoli trabalhou ainda com o português Paulo Branco em três longas-metragens. Ao longo da carreira, Piccoli rodou com Alfred Hitchcock, Claude Chabrol, Jacques Demy, Léos Carax, Jacques Doillon, Nanni Moretti, Raul Ruiz e Alain Resnais.

Outros Conteúdos GMG