Nos 250 anos de Beethoven: meninos surdos aprendem música

O Agrupamento de escolas João de Deus é o único no Algarve a receber alunos surdos. Os jovens têm a disciplina de música, tocam instrumentos e sentem as vibrações das canções.

Na sala de aula não há uma turma cheia de estudantes, nem o habitual burburinho. Apenas o professor, Paulo Cunha, duas crianças, o João e a Margarida e Vera Correia, uma tradutora de língua gestual portuguesa. As crianças frequentam o 7º. ano de escolaridade e são surdas, no entanto têm aulas de música." É um desafio constante, para mim e para eles", conta o professor de música.

Leciona na escola EB 2, 3 de Santo António, que pertence ao agrupamento João de Deus, em Faro, o único que recebe jovens deficientes auditivos de toda a região algarvia. O professor ensina desde há muitos anos meninas e meninos com diferentes graus de surdez, desde a profunda, até à mais leve que permite aos alunos ouvir qualquer coisa com a ajuda de um aparelho.

Estas crianças "têm uma característica muito peculiar. Querem conhecer um universo que lhes foi vedado pela sua deficiência". Muitos destes jovens sentem a música apenas através da vibração." Tento também que eles entoem como quiserem, mesmo desafinando porque eles não sentem que estão a cantar desafinado e isso chega-me", afirma o docente.

Paulo Cunha conta aos alunos a história de um compositor que não tendo nascido surdo, perdeu ao longo dos anos a audição. "Tenho um filme para lhes mostrar com a vida de Beethoven e mais do que falar dele vai ser interessante verem a história da sua vida". Um compositor que, já surdo conseguiu escrever grandes obras.

O que interessa ao professor de música é que estes meninos se expressem.

E vê-los a vibrar e a balançar os corpos com uma música de Natal é o suficiente para ficar reconfortado pelo seu trabalho." Olhar para os olhos deles e ver o brilho faz valer o que tenho feito nestes 20 anos", conclui.

Pode ver o vídeo feito no âmbito das aulas de música do Agrupamento de Escolas João de Deus no topo do artigo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de