Nuvem, como a nuvem da erupção vulcânica da Islândia.

Nuvem, é uma peça de teatro de novos textos, estreia no Teatro da Trindade, em Lisboa. Tudo é nuvem, neste labirinto, onde tudo parece uma outra coisa até tudo se ligar.

Os aviões na Europa ficaram, todos nos aeroportos, por causa de uma erupção vulcânica, na Islândia.

Numa ilha do Atlântico, um artista conhecido desaparece. Um terreno baldio tem um mau cheiro intenso, há uma biografia para escrever, que se torna uma vontade para além de tudo, e numa família, as relações estão em causa. Daniel Gorjão encena esta peça, onde tudo parece, não ter qualquer ligação.

Um rapaz volta a casa da mãe, nesta ilha no meio do Atlântico, a mãe que vive com a irmã gémea, que é madrinha deste rapaz, e volta muito tempo depois.

Muitos de nós, ainda se lembram desta erupção na Islândia, que travou o mundo, com a paragem dos aviões na Europa, não é a história, mas é esta estória que marca tudo.

Daniel Gorjão escolheu para esta peça, embora nada no texto faça referencia a isso, quatro atores negros para as quatro personagens, é também uma bandeira que se agita.

Nuvem, onde tudo é nuvem e quatro pessoas, quatro personagens encontram-se com estes acontecimentos que nada parecem ter a ver uns com os outros. Um texto que venceu a 4ª Edição Prémio Miguel Rovisco - Novos Textos Teatrais, promovido pelo teatro da Trindade da INATEL.

De Carlos Manuel Rodrigues, Encenação, cenografia e figurinos Daniel Gorjão, Com Ana Valentim, Carla Gomes, David Gomes e Vera Cruz, Espaço sonoro Miguel Lucas Mendes, Desenho de luz André Agostinho, Assistente de encenação Maria Jorge, Assistente de cenografia João Candeias, Coprodução Teatro da Trindade INATEL e RTP

Nuvem, estreia, dia 8 de dezembro, na sala estúdio, do Teatro da Trindade em Lisboa e fica de quarta a domingo às 19h00.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de