O Circo ao Leme em Ílhavo

Começa amanhã, quinta feira dia 5 de dezembro, a segunda edição do LEME, em Ílhavo, Festival Internacional de Circo Contemporâneo, até domingo dia 8.

Ílhavo, quer ser lugar de circo contemporâneo, e Luís Ferreira o diretor artístico, garante que já é, sitio onde o mundo espera ver o que se está a fazer, nesta segunda edição junta sete países, da Europa, Alemanha, Espanha, França, Irlanda, Itália e Portugal e o país convidado a Coreia do Sul serve para para afirmar essa ideia. Mas é também um lugar para olhar com olhos de futuro para os novos artistas portugueses e também dar-lhes espaço, com o tema deste ano que é a matéria é onde tudo começa e onde o circo vai buscar a sua primeira essência. O circo contemporâneo bebe de todo o lado, absorvendo a dança, o teatro, a música, o malabarismo, o risco, é tanto tudo o circo e Luis Ferreira, diretor artístico do festival Leme, fala precisamente em novos temas tão antigos como a morte, também no circo, onde se pensa que só o riso pode fazer parte. Quatro dias de intensa programação, em Ílhavo, Gafanha da Nazaré e na Vista Alegre, em lugares que podiam ser para o circo e outros que são inventados, é o circo ao Leme.

LEME, Festival Internacional de Circo Contemporâneo, começa amanhã, quinta feira 5 de dezembro, em Ílhavo e vai até domingo, dia 8 de dezembro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de