"O trabalho não acaba aqui." Aberta linha de apoio ao setor da Cultura

Linha de apoio só chegará a quem fizer o pedido enquanto houver dinheiro disponível.

A partir desta segunda-feira é possível recorrer a uma linha financeira de apoio social, do Ministério da Cultura, para profissionais do setor. A linha não agrada a todos, pela forma como está montada, e por ser finita.

Esta linha de apoio só chegará a quem fizer o pedido enquanto houver dinheiro disponível. A ministra da Cultura, esta manhã, sublinhou o caráter inédito deste mecanismo.

"Pela primeira vez, o Ministério da Cultura atribui apoio social. É a primeira vez que o faz, em complementaridade com a Segurança Social pela consciência que temos das dificuldades que esta situação, absolutamente imprevista, está a causar. Existem um conjunto de linhas de apoio que são exclusivas para o setor", explicou à TSF Graça Fonseca.

As outras duas linhas que estavam anunciadas para esta segunda-feira ficam adiadas para a próxima semana. Uma destina-se a financiar as entidades da Cultura, outra à adaptação dos espaços culturais. A ministra é cautelosa, para já, quanto a futuros apoios, se a crise se prolongar.

"Neste momento temos estas três linhas para um momento que sabemos que é de retoma muito lenta depois de meses muito difíceis, e que se mantêm muito difíceis, no setor da Cultura. Portanto, naturalmente, o trabalho não acaba aqui. Prossegue para percebermos o que vai acontecer no inverno", afirmou a ministra da Cultura.

Quanto às críticas, a responsável pela pasta da Cultura sublinhou que é algo com que vive naturalmente.

"Faz-me pensar e, provavelmente, pode fazer-me mudar de rumo em função da crítica construtiva, mas faz parte. Nunca será possível todos concordarmos com esta ou aquela medida. Apesar de tudo, o que não posso deixar de realçar é que, na semana em que são divulgadas as condições para poder receber linhas de apoio exclusivas para o setor e chegamos a milhares de pessoas, é uma semana em que, independentemente das críticas, algo de importante se conseguiu para o setor da Cultura", acrescentou Graça Fonseca.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de