Os espetáculos vão recomeçar em Lisboa. Conheça os eventos das próximas semanas

O calendário dos espetáculos do Circuito Cultural de Lisboa pode ser consultado em lisboa.circuito.live.

A partir desta segunda-feira e até ao final de junho, 12 salas de Lisboa reabrem pontualmente ao público. É um recomeço, só possível com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, que, através da criação da Associação Circuito Cultural, no âmbito do plano Lisboa Protege, permitiu a sobrevivência destas casas, obrigadas a encerrar portas no último ano, por causa da pandemia. Doze salas, 120 espetáculos, 480 músicos e outros profissionais.

"Está tudo muito excitado", revela Inês Cunha. A presidente do Hot Clube, uma das casas que integram o Circuito, está em pulgas para voltar a sentir o público, no mais antigo clube de jazz da Europa.

Para esta reabertura, organizaram "parelhas", juntando um músico a um programador, ou crítico, ou outro músico com quem não tocam habitualmente. Desta sintonia, resulta um ciclo de concertos pensado de raiz para os novos tempos.

E mesmo que não possam juntar mais do que 15 ou 18 pessoas no público (alguns concertos já estão esgotados) o que importa é renascer.

Hot Clube, B.leza, e Musicbox são algumas das casas que integram a Associação Circuito Cultural. Gonçalo Riscado, proprietário do Musicbox, também fala de reinvenção. O espaço onde se dança em pé e com proximidade só pode agora deixar entrar um máximo de 20 pessoas sentadas, ainda assim "é uma alegria" poder voltar. Gonçalo Riscado agradece o apoio da autarquia, "mas o país não é só Lisboa" e lembra que há muitas salas em risco, pelo que gostava que o modelo seguido na capital pudesse ser replicado noutras regiões.

O calendário dos espetáculos do Circuito Cultural de Lisboa pode ser consultado em lisboa.circuito.live.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de