"Promoção da saúde mental devia ser mais valorizada." Sexta edição do Festival Mental já começou

Festival tem lugar no cinema de São Jorge até domingo e, depois, a 26 e 27 de maio no Clube Ferroviário de Lisboa.

As primeiras sessões esgotaram com a presença de várias escolas. Os alunos do ensino secundário responderam à chamada e à aposta deste ano, que reforçou a programação do M-Jovem. Teatro, cinema, dança música e muitas conversas animam a sexta edição do festival que coloca na esfera pública o debate sobre a saúde mental. "Não é para cortar pulsos", reforça Ana Pinto Coelho. "O combate ao estigma e a literacia" podem combinar "informação e diversão".

A diretora do Festival Mental lamenta que as verbas do PRR não contemplem "uma linha para a promoção e prevenção da saúde mental", apoiando eventos como este e seguindo exemplos que fazem caminho noutros países. "A falta investimento financeiro com o qual o país e o SNS saíram a ganhar, porque as pessoas saberiam cuidar melhor de si."

Os temas deste ano são o medo, direitos humanos, saúde mental, trauma e superação. No cinema São Jorge, em Lisboa, até domingo, e a 26 e 27 de maio no Clube Ferroviário de Lisboa.

Todo o programa pode ser consultado aqui.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de