Sara Correia no FMM SINES: "O fado pode entrar em qualquer festival do mundo"

A fadista atuou esta quarta-feira no Festival Músicas do Mundo.

Com um novo álbum a caminho, a fadista Sara Correia estreou-se no Festival Músicas do Mundo (FMM), cantando "Do Coração" no castelo de Sines. Podia ter sido na Festa do Avante. "Vou a um festival para partilhar a minha música, e isso é que interessa." Um músico "tem de ser livre, e mais nada", comenta ainda a propósito da polémica que envolve Pedro Abrunhosa e a embaixada da Rússia.

A certa altura, durante a versão de "Quero é viver", a penúltima no alinhamento do concerto, a fadista deu por ela a pensar: "É tão bom sermos livres e poder cantar livremente." Sara Correia partilha o sentimento com os jornalistas.

Quando questionada sobre o movimento de apoio a Pedro Abrunhosa, na sequência da frase que resultou numa polémica diplomática entre o Governo e a Rússia: "O Pedro é uma pessoa de liberdade e de muito amor. Aprendi muito com ele em estúdio e hoje no palco pensei que é tão bom cantar livremente. Sou muito a favor de que se seja livre."

A fadista e o compositor cantam juntos "Que o amor te salve nesta noite escura". Sobre a Festa do Avante as palavras de Sara Correia também são cristalinas. "Sempre que vou a um festival vou partilhar a minha música, é só isso que me interessa. Se me convidarem eu vou."

O poder, a garra, as pessoas. "Foi incrível", exclama Sara Correia poucos minutos após a estreia no Festival Músicas do Mundo. "O fado pode entrar em qualquer festival do mundo", afirma a fadista que entrou de verdade e "Do Coração" em palco: "Sempre, a minha verdade é aquilo que eu dou em palco".

O disco valeu-lhe a nomeação para um Grammy Latino em 2021, e o que esperar de 2022? "Está a ser um turbilhão, o que aí vem é um novo disco, estou a gravar e o que aí vem é mais daquilo que é a Sara, se calhar mais íntimas." Sem revelar nomes, fica também a certeza de alguns novos duetos: "Essa é a surpresa, não posso dizer os nomes, mas são pessoas que eu admiro desde pequena."

Sara Correia atuou no primeiro dia de concertos no castelo de Sines. O festival prolonga-se até domingo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de