"Tenet" vai finalmente estrear. Portugal recebe o filme a 26 de agosto

Filme de Christopher Nolan tinha estreia marcada para o dia 17 de julho.

Portugal está entre os mais de 70 países que vão receber a estreia do novo filme de Christopher Nolan, "Tenet", no dia 26 de agosto, uma semana antes dos Estados Unidos, segundo a imprensa especializada, que cita a produtora.

A lista de países, citada pela publicação Deadline, inclui Portugal, entre múltiplos outros países europeus e asiáticos.

O lançamento por níveis foi delineado em função do impacto da Covid-19, depois de "Tenet" ter estado inicialmente previsto para 17 de julho e visto a sua estreia adiada várias vezes.

"Tenet" é um dos filmes nos quais os exibidores de cinema têm depositado as suas esperanças para a retoma do mercado, depois de meses de encerramento devido ao impacto do coronavírus.

Na semana passada, a Disney anunciou que o filme "Mulan" foi adiado para uma data ainda por definir, enquanto a Paramount revelou ter passado para 2021 alguns destaques deste ano, como as sequelas de "Top Gun" ou "Um Lugar Silencioso".

Também as estreias dos novos filmes das sagas "Avatar" e "Guerra das Estrelas" foram adiadas um ano, para 2022 e 2023, respetivamente.

"Nos últimos meses ficou claro que nada pode ser inamovível quando se trata de como estrear filmes durante esta crise de saúde global e isso significa pausar os nossos planos de lançamento para 'Mulan'", admitiu a Disney em comunicado.

Hollywood está há mais de quatro meses sem um lançamento de grande dimensão em sala. Apesar de alguns filmes se terem deslocado para o 'streaming', as grandes estreias do ano estão paradas à espera de melhores dias.

A sequela de "Um Lugar Silencioso", com John Krasinski e Emily Blunt, passou para 23 de abril 2021, em vez da abertura prevista em setembro deste ano, enquanto "Top Gun: Maverick", com Tom Cruise, tem nova data de estreia em 02 de julho de 2021.

A Covid-19 teve um impacto enorme na indústria cinematográfica, paralisando produções de cinema, levando ao encerramento de salas, ao adiamento de festivais de cinema e à reflexão sobre estratégias de exibição cinematográfica envolvendo, sobretudo, as plataformas de 'streaming'.

As salas portuguesas de cinema, que reabriram em 01 de junho, tiveram cerca de 12.400 espectadores em junho, o que representou 1% da assistência registada em junho de 2019.

Por causa das medidas de contenção da covid-19, as salas de cinema em Portugal encerraram em março e só puderam reabrir em 01 de junho, mas apenas algumas o fizeram, como foram os casos das salas independentes Cinema Ideal e Nimas, em Lisboa, ou o cinema Trindade, no Porto, as salas UCI Arrábida, em Vila Nova de Gaia, ou as da exibidora Castello Lopes, em Guimarães e Torres Novas.

Antes da Covid-19, a média mensal de assistência nas salas de cinema rondava um milhão de espectadores.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de