Um festival de contingências: imagens do SBSR sem palco no Meco

Após dois anos de pausa foçada devido à pandemia, não foi desta que o Super Bock Soper Rock voltou ao Meco. A dois dias do início, o festival teve ser transferido para Lisboa depois de ter sido decretada no país situação de contingência pelo elevado risco de incêndio e a consequente proibição de realização de quaisquer atividades em zona florestal.

Em contrarrelógio, a 26.ª edição do SBSR mudou-se para o Altice Arena, no Parque das Nações, Lisboa., com campismo no Parque Tejo. "Não há tanto ambiente festivaleiro", lamentou o público, enquanto Luís Montez, da promotora Música no Coração, deixou a promessa: "o Meco está à nossa espera" em 2023, com uma nova localização.

O festival encerrou este sábado o seu terceiro dia com produtor e DJ o britânico Jamie XX,mas também tocam no palco principal os Foals, os portugueses Capitão Fausto, a cabo-verdiana Mayra Andrade e os Local Natives.

Antes, na sexta-feira, Nathy Peluso e Tangana foram os concertos mais aplaudidos pelo público, enquanto DaBaby desiludiu.

O segredo é "não criar expectativas e deixar fluir". A festa da música cumpriu-se, apesar das contingências, e até houve quem escolhesse o SBRB para se despedir da vida de solteiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de