Um festival de piano que leva música até aos lares de idosos

Se o público não consegue ir até aos concertos, vão os artistas até ao público.

O III Festival de Piano Cidade de Lagoa, que está a decorrer durante o mês de maio promove, em paralelo, a iniciativa Manhãs Musicais - mini concertos de piano em lares de idosos do município.

Se o público não consegue ir até aos concertos, vão os artistas até ao público. "Percebemos nas anteriores edições que nem todas as pessoas conseguem ter mobilidade" para ir até aos concertos, explica Elsa Mathei. Elsa, também ela música, pertence à Artis, Associação Cultural que organiza este festival e que traz até Lagoa o pianista Artur Pizarro, o pianista de Jazz Alexandre Dahmen, a pianista Cristiana Silva e a violoncelista Sunita Mamtani.

Como muito público não consegue ir até às salas de espetáculo, organizaram as Manhãs Musicais, onde levam o som do piano até à população sénior. Durante esta quarta-feira deslocaram-se até aos Centros de Dia da Santa Casa da Misericórdia de Estombar e de Apoio ao Idoso de Ferragudo.

O reportório escolhido pela pianista Shaina Nazareth foi variado: desde compositores como Mozart, passando por Chopin, até ao compositor português António Fragoso. Trechos musicais que transmitissem calma a quem os ouvia. Perante a música, a artista sentiu que este público tão particular não lhe ficou indiferente."A música é um remédio e um bem-estar essencial para qualquer idade", afirma. " Sem música não há vida", diz a sorrir

Para o enfermeiro Sebastião Pereira, da direção da Santa Casa da Misericórdia de Estombar, estas manhãs diferentes são um bálsamo para os mais velhos, sobretudo depois dos tempos tão difíceis porque têm passado estas instituições." Tudo o que traga dinâmica e qualidade de vida aos nossos utentes estamos sempre abertos, e basta olhar para eles para ver que é uma mais valia",atesta

Neste mini concerto de piano, de vez em quando ouvia-se uma assoadela, um pigarrear, mas o Sr. Manuel Martinho e a D. Almerinda António, ambos com 87 anos, foram dos que estiveram com particular atenção aos sons do piano." Gostei muito deste bocadinho, chegou-me ao coração", diz a velhota. " Gosto de piano, gostei sempre!", exclama Manuel.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de