Um Filho, Um Pai

Um Número, é o nome deste espetáculo com encenação de André Murraças, com Virgílio Castelo e José Pimentão, um pai e um filho.

Um filho descobre que é apenas o clone de um filho que o pai teve e que por razões desconhecidas decidiu clonar esse filho. A autora Caryl Churchill usa esta ideia cientifica da clonagem para falar de muita coisa e também da relação entre um pai e um filho. Este é o ponto desta peça, um Numero, a identidade de cada um, quem somos, somos ADN, referencias culturais do sitio onde vivemos, ou somos o fruto das alterações biológicas que sofremos, mesmo antes de nascer. No desenrolar da história, afinal não é apenas um clone, mas são três clones daquele filho. Um pai conversa em casa, com três clones, iguais do mesmo filho, de um outro filho que existiu, quem são estas pessoas, iguais mas todas diferentes do filho clonado, quem somos nós, afinal?

De: Caryl Churchill, Tradução: Paulo Eduardo de Carvalho, Encenação, cenário e figurinos: André Murraças, Com: Virgílio Castelo e José Pimentão, Produção executiva: Mónica Talina, Um espetáculo Um Marido Ideal, Coprodução Teatro da Trindade INATEL e Pinguim Púrpura

Um Número, está na sala estúdio do Teatro da Trindade, e fica ainda até 8 de março.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de