Um prémio para o povo voluntário de Campo Maior

O presidente da câmara de Campo Maior dedica ao povo da vila, a classificação das Festas do Povo como Património Imaterial da Humanidade, pela UNESCO.

O presidente da câmara de Campo Maior diz que ninguém merece mais a classificação das festas do povo como Património Imaterial da Humanidade, que o povo que as faz, todos os anos.

Luís Rosinha, disse à TSF, que "nesta época difícil que vivemos", é um prémio merecido.

O autarca campo-maiorense lembrou que é "pelo voluntariado" que passa o essencial das Festas do Povo.

Luís Rosinha diz que um dos mecanismos pensados para salvaguardar esta tradição, é levar as Festas do Povo às pessoas todo o ano, através de um centro interpretativo a inaugurar já em janeiro.

Luís Rosinha acrescentou que a tradição está hoje mais moderna, e sublinha que a técnica que permite transformar o papel em flores que parecem reais, é uma arte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de