Uma Familia, Um Segredo, Porque nâo me Amas?

Os Nossos Dias Poucos e Desalmados, está no Teatro Carlos Alberto, no Porto

Esta é uma peça de Mark O' Rowe que faz parte de um ciclo dedicado ao dramaturgo irlandês e é uma peça de 2014, com dois atos, em seis cenas. Um desafio do Assedio Teatro ao Teatro Nacional S. João. Depois dos monólogos cheios de palavras, há agora o jogo dos silêncios, com encenação de João Cardoso, nesta família onde o segredo é o alicerce de uma vida que não existe. João Cardoso não quis fazer uma encenação naturista, mas admite que está lá perto, uma família de qualquer parte do mundo, numa conversa de poucas palavras, num segredo silencioso. Um drama familiar sobre a dor, o sacrifício mas também o amor, em momentos de cinema em palco.

Créditos de, Mark O"Rowe, tradução, Francisco Luís Parreira, encenação, João Cardoso, cenografia e figurinos, Sissa Afonso, desenho de luz, Nuno Meira, Filipe Pinheiro, desenho de som, Francisco Leal, António Bica, vídeo Fernando Costa. Interpretação: Ângela Marques, Catarina Gomes, Paulo Freixinho, Pedro Frias, Pedro Galiza produção TNSJ

Os Nossos Dias Poucos e Desalmados, está no Teatro Carlos Alberto, no Porto e fica: quarta às 19h00, quinta e sexta às 21h00 e sábado, 30 de Novembro, último dia às 7 da tarde.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de