"Une histoire bizarre." Refugiados fazem peça de teatro com base nas próprias viagens

A TSF foi conhecer o que está por trás da peça de teatro que estreia este sábado no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

É uma história bizarra, mas verdadeira e de luta. "Une histoire bizarre" é o título de uma peça de teatro que tem como base os relatos das viagens de refugiados e migrantes que agora vivem em Portugal.

É um quadro de memórias de pessoas que fugiram dos seus países (nove no total) e que encontraram em Portugal um local seguro para se fixarem. Na bagagem trouxeram músicas, danças, poemas e, acima de tudo, histórias: "E a cada história contada, nasce uma nova vida. Livres! Agora sim, livres!"

Marina, uma refugiada ucraniana, veio sem ninguém e trouxe pouco na mala: "Encontrei muito aqui. Encontrei todas estas pessoas. Outros amigos. Outra família."

"Toda a história da nossa contemporaneidade e a história da humanidade é toda ela bizarra. Temos aprendido muito com eles. É realmente esta capacidade de superação, ou seja, a vida é mais forte do que tudo", diz Júlio Martin, encenador da peça.

A peça estreia este sábado no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, mas a TSF foi espreitar e viu os refugiados a assumirem um lugar em palco. Nesta história conta-se como é partir e viajar. O que é chegar e recomeçar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de