Vemo-nos Ao Nascer do Dia

Os Artistas Unidos trazem à cena, com encenação de Pedro Carraca, "Vemo-nos ao Nascer do Dia", de Zinnie Harris, estreou ontem, quinta feira, 7 de Novembro.

Duas Mulheres, junto à praia, houve um naufrágio, na neblina sai uma das mulheres. Pedro Carraca, o encenador, não quer mostrar muito para além desta neblina junto ao mar, fica também ele preso nas palavras, para não mostrar tudo. Mas quem são estas duas mulheres?, agora ali na praia, depois de um naufrágio que aconteceu no mar, que está ali. Elas são duas namoradas mas para este caso até podiam não ser, é o dramaturgo a querer escrever sobre um assunto ligando-o a outros assuntos mais da vida e da morte. Zinnie Harris escreve sobre o amor e o luto, e se pudéssemos estar mais uns minutos com a pessoa que acabamos de perder

VEMO-NOS AO NASCER DO DIA de Zinnie Harris Tradução Francisco Frazão Com Andreia Bento e Joana Bárcia Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Assistência de Encenação Inês Pereira Encenação Pedro Carraca Uma produção Artistas Unidos

Vemo-nos ao Nascer do Dia, dos Artistas Unidos, no teatro da Politécnico, em Lisboa e fica terça e quarta às 19h00, quinta e sexta às 21h00 e sábado duas sessões, às 16h00 e às 21h00, até 14 de Dezembro.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados