Turismo do Algarve quer entrada de britânicos sem teste negativo obrigatório

Governo espanhol anunciou esta sexta-feira que os turistas do Reino Unido não vão precisar de controlo sanitário para entrar no país.

O presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, defende que Portugal deve seguir o exemplo espanhol e permitir que os turistas ingleses viajem sem precisar de apresentar um teste PCR negativo à Covid-19 quando chegarem ao país, o contrário do que acontece atualmente. Ainda assim, ressalva o próprio, cabe às autoridades nacionais de saúde a decisão sobre essa matéria.

A partir de 24 de maio, Espanha vai permitir a entrada dos britânicos, que representam o maior número de turistas em períodos normais, "sem restrições e sem exigências sanitárias", anunciou o primeiro-ministro, Pedro Sánchez. Até aqui, os britânicos só podiam entrar em Espanha em casos de urgência maior.

João Fernandes considera que há razões para acreditar que a opção espanhola é segura e pode ser seguida pelas autoridades portuguesas porque "o próprio Reino Unido tem regras para permitir que os seus cidadãos saiam do seu território".

Questionado sobre se defende que os britânicos não devem precisar de teste PCR negativo para viajar para Portugal, João Fernandes sublinha que o Reino Unido tem "um plano de vacinação bastante mais avançado" do que o português, assim como um dos números de casos por 100 mil habitantes "mais baixo de qualquer país da União Europeia", com Portugal e Malta a surgirem logo a seguir como "segundos melhores". Também a baixa taxa de infeção é uma mais-valia e um fator decisivo na escolha dos mercados emissores de turismo.

A estes indicadores, juntam-se a inclusão de Portugal na lista verde do Governo britânico, de países para os quais é possível viajar sem obrigatoriedade de quarentena no regresso" e onde, além de Portugal, estão "Islândia e Gibraltar".

João Fernandes acredita que esta lista só vai ser revista "três semanas depois da declaração do Governo britânico", o que cobre todo o período das próximas duas semanas de férias intermédias dos britânicos, por interrupção da atividade letiva, e não permitirá incluir Espanha no corredor verde.

Por já estar na lista, Portugal tem vantagem sobre os espanhóis, mas João Fernandes nota ainda que quem ditar "regras menos exigentes terá uma vantagem competitiva".

Espanha vai permitir a entrada no seu território de qualquer pessoa vacinada contra a Covid, independentemente do país de procedência, a partir de 7 de junho. Todas as pessoas vacinadas e as suas famílias também são bem-vindas ao nosso país, Espanha, independentemente do local de origem", afirmou Sánchez.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de