5,1 milhões viajaram no metro de Lisboa durante a Web Summit

O número representa um acréscimo de 10,9% de viagens em relação aos dias da última cimeira de tecnologia, em 2018.

Mais de 5,1 milhões de pessoas viajaram no Metropolitano de Lisboa durante os quatro dias em que a capital portuguesa recebeu a cimeira de tecnologia Web Summit, entre segunda e quinta-feira, informou esta sexta-feira a empresa.

"O Metropolitano de Lisboa, no âmbito da parceria com a organização do evento Web Summit 2019, reforçou a sua oferta em toda a rede do metro, nos dias do evento, tendo transportado um total de 5.106.902 passageiros (entradas e saídas)", refere um comunicado da empresa.

O número, precisa o texto, representa um acréscimo de 10,9% de viagens em relação aos dias da última Web Summit, em 2018, em que se registaram 4.602.737 passageiros transportados. Segundo o Metropolitano, a estação do Oriente, que serve o Parque das Nações, onde decorreu a conferência, registou "um movimento de 312.229 passageiros" nos dias em que decorreu o evento, o que representa "um acréscimo de 11,5%" relativamente a 2018 e "de 48% em relação a uma semana normal".

Tal como em 2018, o metro de Lisboa, em parceria com a Carris e a CP, lançou três modalidades de passes para os dias do evento e reforçou a capacidade de oferta de transporte, afirma a empresa. A organização da Web Summit anunciou na segunda-feira que para esta quarta edição da cimeira em Portugal estavam registados 70.469 participantes de 163 países.

Fundada em 2010 por Paddy Cosgrave, Daire Hickey e David Kelly, a Web Summit é considerada um dos maiores eventos de tecnologia, inovação e empreendedorismo do mundo e evoluiu em menos de seis anos de uma equipa de apenas três pessoas para uma empresa com mais de 150 colaboradores.

A cimeira tecnológica, que nasceu em 2010 na Irlanda, passou a realizar-se em Lisboa em 2016 e vai manter-se na capital portuguesa até 2028.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados