A fatura final da eletricidade pode cair 35% para o ano

A ERSE estima diminuição de 35% na fatura final da eletricidade no mercado liberalizado com novas tarifas de acesso às redes.

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) revelou esta sexta-feira a proposta de tarifas para 2022, ano em que "as tarifas de Acesso às Redes observam reduções significativas em todos os níveis de tensão", revela a ERSE.

Assim a Baixa Tensão Normal (BTN), usada pela maioria dos consumidores vai sofrer uma redução de 52,2% face ao preço atual e a eletricidade para a industria em Alta Tensão (AT) e Média Tensão (MT) tem uma quebra de 94% na tarifa de acesso às redes, que passa a ser financiada pelo Estado,

A ERSE justifica que "a redução da tarifa de Acesso às Redes é o resultado de um decréscimo acentuado na tarifa de Uso Global do Sistema, resultado da diminuição dos Custos de Interesse Económico Geral (CIEG), que se traduzem num benefício para o sistema".

Entretanto, a ERSE também divulgou a tarifa para os 900 mil consumidores do mercado regulado, uma tarifa que subiu em outubro em virtude dos aumentos dos preços no Mercado Ibérico de Energia (MIBEL), "todavia, em janeiro de 2022 os consumidores vão observar uma redução de menos 3,4% em relação aos preços em vigor em dezembro de 2022", propõem a ERSE.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de