"Absolutamente injustificável." Deco denuncia aumento de comissões cobradas pela CGD

A associação de defesa do consumidor vai levar a questão do aumento das comissões na Caixa Geral de Depósitos até ao Banco de Portugal.

A Deco - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor considera incompreensíveis os aumentos nas comissões da Caixa Geral de Depósitos e vai denunciar a situação junto do Banco de Portugal.

Esta quarta-feira, os clientes do banco foram avisados de que os preços vão mudar a partir de janeiro de 2020. Trata-se do segundo aumento em cerca de seis meses.

Em declarações à TSF, o economista Nuno Rico afirma que estas alterações aos preços "não são razoáveis e são absolutamente injustificáveis".

Esta medida vai penalizar os reformados, mas há, no entanto, clientes especiais que vão ter um bónus de 30%. Nuno Rico lembra, contudo, que existe uma recomendação do Banco de Portugal para que os custos das contas à ordem não dependam do rendimento financeiro do cliente. "Iremos contactar o supervisor para dar a entender que não compreendemos esta decisão."

A Caixa Geral de Depósitos vai deixar de estar entre as cinco instituições financeiras que disponibilizam de forma gratuita a conta dos serviços mínimos bancário. Os clientes vão passar a pagar uma comissão de 4,80 euros, a que acresce 4% de imposto de selo.

Noutros serviços também sobem os valores a pagar pelos depositantes: na chamada Conta Caixa "S" com bonificação, a anuidade sobe quase 5 euros, passando a custar 38,40 euros por ano; para quem usa cheques, cada carteira de 11 passa a custar 20 euros; e quem vai ao banco levantar dinheiro ao balcão, em vez dos atuais 2.75 euros, passam a pagar 3 euros.

Também a utilização do MB WAY também sofre uma atualização. A folha de comissões da Caixa Geral de Depósitos já regista 15 cêntimos de comissão, embora o banco nunca tenha cobrado este valor; agora a Caixa Geral de Depósitos aponta para o pagamento de 85 cêntimos sempre que se faça uma transferência através da aplicação MB WAY. Isentos ficam apenas ficam os jovens com menos de 26 anos.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de