Acabaram as encomendas isentas de IVA

O dia 1 de julho é a data a partir da qual todas as compras extracomunitárias passam a pagar IVA, independentemente do valor.

É uma revolução na logística e no comércio eletrónico. Até agora, plataformas como a Amazon e a Alibaba fomentavam as pechinchas eletrónicas e entregas céleres.

Vão continuar a fazê-lo, mas, nas compras feitas fora da União Europeia a isenção de IVA, em aquisições até aos 22 euros acaba, e todas as encomendas estão sujeitas aos procedimentos de desalfandegamento, o que pode acarretar mais custos, até aos 150 euros.

Os CTT prometem facilidades, mas recomendam aos compradores que, no ato da compra, preencham bem todos os dados relevantes para a entrega da encomenda. Ou seja, o nome, a morada, o endereço postal e o endereço eletrónico.

Na TSF, João Patrocínio, o diretor de operações internacionais e com as regiões autónomas, explicou as mudanças, lembrando que, nestes primeiros tempos, são de esperar alguns problemas.

Este responsável garante, no entanto, que a adaptação será tão breve quanto possível, e que o impacto nas compras não deverá ser muito elevado.

João Patrocínio explica que não é por pagar 23% de IVA numa compra de 1 euro que o comprador deixa de fazer o negócio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de