Banco de Portugal exige ao Banco de Fomento auditoria especial para avaliar risco de crédito

Mário Centeno já tinha lançado em abril o alerta para a necessidade da auditoria.

PorTSF
© Leonardo Negrão/Global Imagens

O Banco de Portugal exigiu ao Banco de Fomento que faça uma auditoria especial para avaliar o risco de crédito da instituição. O anúncio foi publicado esta segunda-feira em Diário da República. Não é, no entanto, revelado o âmbito do processo.

O Banco de Fomento terá 30 dias para selecionar a empresa que vai proceder a esta auditoria, ao longo dos próximos seis meses.

O jornal online Eco adianta que em causa estão os processos de atribuição das linhas Covid-19 e a avaliação dos critérios de acesso a estas.

Esta auditoria é exigida pelo regulador no âmbito do Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras, no qual o regulador "pode exigir a realização de auditorias especiais por entidade independente, por si designada, a expensas da instituição auditada", neste caso o Banco de Fomento. O custo estipulado é de 350 mil euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG