Português Horta-Osório demite-se do Credit Suisse após quebrar regras anti-Covid

O banco nomeou Axel P. Lehmann como substituto de Horta-Osório, com efeito imediato.

PorLusa
© Gustavo Bom/Global Imagens

O Presidente do Credit Suisse Group, o português António Horta-Osório, demitiu-se depois de nove meses no cargo, após quebrar medidas de prevenção contra a Covid-19 na Suíça e Reino Unido, informou no domingo o banco.

"Lamento que algumas das minhas ações pessoais tenham levado a dificuldades para o banco e comprometido a minha capacidade de representar o banco interna e externamente", disse Horta-Osório num comunicado citado pela agência Bloomberg.

"Por conseguinte, acredito que a minha demissão é do interesse do banco e das suas partes interessadas neste momento crucial", acrescentou.

A saída do português acontece após uma investigação do próprio Credit Suisse Group, com sede em Zurique.

O banco nomeou um membro da direção, Axel P. Lehmann, como substituto de Horta-Osório, com efeito imediato.

Detalhes das infrações de quarentena, no âmbito das medidas de prevenção face à Covid-19, surgiram há pouco mais de um mês.

O português tinha regressado à Suíça do Reino Unido a 28 de novembro e partido para a península ibérica antes de um período de quarentena obrigatório de 10 dias ter terminado, acrescentou a Bloomberg.

Antes, Horta-Osório já teria quebrado as regras em julho de 2021, quando assistiu às finais de ténis de Wimbledon em Londres, contrariando as regras de prevenção no Reino Unido.

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG