Ano turístico pode ultrapassar receitas de 2019

Secretária de Estado do Turismo lembra que Banco de Portugal prevê subida de mais de 4%.

A secretária de Estado do Turismo está otimista e espera um ano ainda melhor do que 2019, a julgar pela atividade do setor em agosto. Há dois anos, Portugal teve o melhor ano turístico de que há memória em termos de receitas. O setor turístico atingiu os 18,7 mil milhões de euros. "Depois de dois anos muito difíceis para o setor, temos muito boas expectativas", admite Rita Marques. "Temos todas as condições para fechar 2022 com valores de receita que ultrapassarão as de 2019", adianta. A responsável pelo turismo lembra que recentemente o Banco de Portugal reviu em alta os valores e aponta para uma subida de 4,2% na receita em relação a 2019.

No entanto, apesar destas boas perspetivas, o setor debate-se com a falta de mão de obra. Os trabalhadores queixam-se dos baixos salários pagos na hotelaria e das horas infindáveis de trabalho.

Rita Marques admite que os ordenados no turismo são baixos e é preciso que patrões e sindicatos cheguem a consensos. "Quando comparado com outros setores de economia [o turismo] paga menos bem e estatisticamente isso é facilmente comprovado", subscreve. No entanto, acredita que os empresários "têm vindo a assumir o compromisso de pagar melhor". A secretária de estado do Turismo espera também que "a Confederação do Turismo e outras associações representativas do setor, juntamente com sindicatos, possam evoluir favoravelmente nos acordos coletivos de trabalho".

Recentemente uma comitiva que integrou hoteleiros do Algarve deslocou-se a Cabo Verde e Marrocos, no sentido de auscultar as entidades da região sobre a possibilidade de trazer mão de obra destes países para Portugal e de agilizar a concessão de vistos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de