ANTRAM pede ao sindicato para suspender a nova greve de motoristas

André Matias de Almeida revela que, caso se confirme a dissolução do sindicato, os trabalhadores poderão sair prejudicados.

Depois de o Ministério Público ter anunciado uma ação judicial que prevê a dissolução do Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosas, a ANTRAM pede agora que o sindicato suspenda a greve convocada para setembro.

Em declarações à TSF, o porta-voz da associação que representa as empresas de transporte, revela que se trata de uma matéria sensível para todas as partes envolvidas.

"A confirmar-se é grave para a defesa dos direitos dos trabalhadores na medida em que poderão sair prejudicados sobre a greve que em princípio se iniciará a 7 de setembro. Se o sindicato for dissolvido, poderão ser prejudicados no exercício da sua greve que não será legítima. Nessa medida, aquilo que gostaríamos de apelar era que, perante esta sombra que agora existe sobre a constituição e possível dissolução, o sindicato deve desconvocar esta greve", refere André Matias de Almeida.

O Ministério Público pediu a dissolução do sindicato dos motoristas de matérias perigosas, liderado por Francisco São Bento e Pedro Pardal Henriques. Em causa está uma ação interposta pela Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho, que alega desconformidades nos estatutos e composição dos órgãos do sindicato.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de