Apesar da pandemia, Autoeuropa teve o 3.º melhor ano de sempre

Em 2020, a fábrica de automóveis foi responsável por 4,7% do total de exportações do país.

Mesmo com o impacto da pandemia, a fábrica da Volkswagen da Autoeuropa teve, em 2020, o terceiro melhor ano de sempre. A fábrica de Palmela continua a ser a principal exportadora nacional, com uma volume de negócios que equivale a 1,4% do PIB nacional.

Num comunicado divulgado esta segunda-feira, a Volkswagen Autoeuropa adianta que, no último ano, foram produzidas em Palmela "192.000 unidades dos modelos T-Roc, Sharan e Seat Alhambra, o que representou uma redução de 59.100 unidades face ao planeado no início do ano, e um decréscimo de 62.600 unidades em relação à produção de 2019".

Apesar da redução, o coordenador da comissão de trabalhadores da Autoeuropa, Fausto Dionísio, sublinha o facto de a empresa ter mantido todos os direitos dos funcionários.

Para além da produção de veículos, a empresa também exportou "cerca de 20 milhões de peças estampadas na sua área de prensas, tendo como destino 21 fábricas de 6 marcas do Grupo Volkswagen". "Adicionalmente, a unidade de negócio de Cunhos e Cortantes projetou, construiu e entregou 11 conjuntos de ferramentas de estampagem para alguns dos lançamentos mais importantes do Grupo durante o ano", acrescenta.

Fausto Dionísio diz que os trabalhadores estão a trabalhar 19 turnos por semana e a produzir mais de 800 carros.

A empresa sublinha que o volume de negócios da Volkswagen Autoeuropa em 2020 equivaleu a 1,4% do PIB nacional, e a 4,7% do total de exportações do país.

"Mesmo com o impacto significativo da pandemia, 2020 foi o terceiro melhor ano de sempre da Volkswagen Autoeuropa, após o crescimento em 2018 e a consolidação em 2019", refere.

A fábrica de Palmela conta atualmente com 5.282 colaboradores, dos quais 98% com vínculo permanente, garante a empresa.

Notícia atualizada às 14h22

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de