Associação da hotelaria e restauração quer testes Covid-19 gratuitos para o setor

AHRESP explica que quando há um caso suspeito entre empregados, essa mesma pessoa é testada por recomendação das autoridades de saúde, mas todos os outros funcionários ficam sem teste.

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu esta terça-feira que o Estado deve disponibilizar gratuitamente testes Covid-19 a empresas que lidam diretamente com o público, como é o caso dos trabalhadores do setor.

No seu boletim diário, a AHRESP diz que teve conhecimento "de que muitas empresas estão a realizar testes Covid-19 aos seus trabalhadores, representando já para muitas um encargo considerável".

"Estes testes têm sido realizados a trabalhadores que apresentam sintomas relacionados com a Covid-19, sentindo-se as empresas na obrigação de o fazer, quer por uma questão de responsabilidade para salvaguarda da saúde pública, quer também por 'imposição' dos restantes trabalhadores, que se recusam a prestar atividade junto de alguém que pode ser considerado um caso suspeito", lê-se no documento.

Tendo em conta a época de gripes que se inicia, continua a AHRESP, a questão assume maior relevância, "pelo que deve o Estado disponibilizar gratuitamente testes para as empresas, especialmente para aquelas que lidam diretamente com o público, como é o caso do alojamento turístico e da restauração e similares".

"Além de contribuir para a confiança dos consumidores, esta seria uma medida que permitiria a identificação de casos positivos e a não propagação exponencial da doença, como ameaça vir a acontecer", sublinha a associação.

Portugal contabiliza hoje mais 15 mortos relacionados com a Covid-19 e 1.876 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o último boletim, hoje divulgado, desde o início da pandemia de Covid-19, Portugal já contabilizou 103.736 casos confirmados e 2.213 óbitos.

As autoridades de saúde têm 56.126 pessoas em vigilância, mais 701 do que na segunda-feira.

A DGS revela ainda que estão ativos 39.625 casos, menos 71 em relação ao dia anterior.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de