Ataque a gasodutos é "mau sinal". Inverno com aquecimento é essencial para "coesão europeia"

Pacote de eletricidade é votado pelo Parlamento Europeu na sexta-feira.

Há vigilância total às instalações de transporte de energia da Europa depois da possibilidade de sabotagem aos gasodutos Nord Stream. A diretora-geral de energia da Comissão Europeia, Paula Pinho, revelou esta quarta-feira na Portugal Mobi Summit, conferência organizada pela TSF, que um inverno com aquecimento nos 27 é essencial para a "coesão europeia".

"Isto é um mau sinal porque significa que, seja lá quem for o autor, se trata de uma infraestrutura crítica que permite a transmissão de gás e que foi atacada. Isto aconteceu nuns gasodutos que transportam gás russo. A questão que se coloca é: isto pode acontecer num gasoduto que vem, por exemplo, da Noruega e que não transporta gás russo? E até que ponto é que estamos vulneráveis e expostos a nível da União Europeia? Há riscos e nós preparamo-nos da melhor forma que podemos, mas não podem ser antecipados e previstos todos os riscos", explicou Paula Pinho.

O pacote de eletricidade é votado pelo Parlamento Europeu na sexta-feira e prevê que Portugal tenha de reduzir em 15% os consumos de luz caso o nível de alerta seja ativado na União Europeia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de