É apenas 1 euro. Será o início da inversão no preço das casas?  

Quatro anos depois, avaliação bancária da habitação desceu em Portugal em março.

É apenas 1 euro por metro quadrado, mas pode ser um sinal dos primeiros impactos da crise provocada pela Covid-19 nos preços das casas.

Pela primeira vez desde janeiro de 2016, há mais de 4 anos, o valor mediano da avaliação bancária da habitação desceu, em março, de um mês para o outro. Os números são do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A queda foi muito ligeira, apenas 1 euro para 1.110 euros, e não foi uniforme em todo o país, mas pode ser um primeiro sinal de uma inversão da tendência nos preços das habitação, causada pela pandemia.

O INE refere que estes dados já "deverão refletir parcialmente os efeitos da pandemia".

A região onde as casas perderam mais valor foi o Alentejo (-1,7%), seguida do Centro (-0,6%) e Norte (-0,2%).

Do lado das subidas, destaque para a Madeira (+2,2%), Açores (+1,3%), Algarve (+1,2%).

Nas área metropolitanas de Lisboa (+0,2%) e sobretudo do Porto (+1,1%) os valores das avaliações bancárias das casas continuaram a subir.

No geral, em todo o país, a descida de 1 euro em março de 2020 na avaliação por metro quadrado representa uma quebra de 0,1% relativamente a fevereiro, mas em comparação com março de 2019 os 1.110 euros de mediana representam um aumento de 10,3%.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de