Banco de Portugal alerta que medidas devem ser específicas e segmentadas

A instituição liderada por Mário Centeno afirma que "a política orçamental deverá atender ao facto de os choques sobre os preços não afetarem da mesma forma todas as famílias ou empresas/setores de atividade".

O Banco de Portugal (BdP) admitiu esta quinta-feira que poderão ser necessárias mais medidas de mitigação do impacto da inflação, mas alerta que devem ser temporárias, específicas e dirigidas aos mais vulneráveis.

"A política orçamental deverá atender ao facto de os choques sobre os preços não afetarem da mesma forma todas as famílias ou empresas/setores de atividade", assinala o BdP no boletim económico de outubro, divulgado esta quinta-feira.

A instituição lidera por Mário Centeno, admite que neste contexto "medidas temporárias e específicas para amortecer o seu impacto sobre os segmentos mais vulneráveis poderão ser necessárias, em particular numa inversão do ciclo económico".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de