BCE confirma João Oliveira e Costa como presidente executivo do BPI

João Oliveira e Costa terá como vogais António Farinha Morais, Francisco Manuel Barbeira, Ignacio Alvarez-Rendueles e Pedro Barreto.

O Banco Central Europeu (BCE) autorizou o presidente executivo indigitado do BPI, João Oliveira e Costa, a exercer funções e o novo Conselho de Administração foi aprovado pelo acionista único, o CaixaBank, comunicou o banco à CMVM.

Na nota enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o BPI dá conta de que, na sequência da autorização do BCE, dada em 27 de novembro, o CaixaBank, "na sua qualidade de acionista único" do BPI, "aprovou por deliberação unânime por escrito", na segunda-feira, designar "Fernando Ulrich para as funções de presidente e António Lobo Xavier para vice-presidente, bem como 13 vogais".

O Conselho de Administração, reunido esta terça-feira, designou João Oliveira e Costa para presidente da Comissão Executiva, que terá como vogais António Farinha Morais, Francisco Manuel Barbeira, Ignacio Alvarez-Rendueles e Pedro Barreto.

O processo para a aprovação de João Oliveira e Costa como novo presidente executivo deu entrada no Banco de Portugal em maio, mas aguardava luz verde do BCE, que tem de dar a última palavra, enquanto supervisor bancário.

Em 04 de maio, o Conselho de Administração do BPI escolheu João Pedro Oliveira e Costa, 54 anos para novo presidente executivo, sucedendo ao espanhol Pablo Forero, que se vai reformar.

O BPI acrescentou, na altura, que a eleição de João Pedro Oliveira e Costa apenas se iria concretizar "depois da necessária aprovação das autoridades de supervisão".

Pablo Forero era presidente executivo do BPI desde inícios de 2017, tendo então substituído Fernando Ulrich após o sucesso da Oferta Pública de Aquisição (OPA) do CaixaBank sobre o BPI, o grupo espanhol que hoje controla todo o banco.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de