Bilhetes da Fórmula 1 devolvidos e hotéis do Algarve registam cancelamentos

A procura já não era grande, mas o avanço da pandemia ainda afetou mais o negócio. Esta semana a Fórmula 1 corre-se no Algarve, mas a região não pode esperar um grande fluxo de dinheiro.

O Algarve aguarda, nos próximos dias, o arranque da prova de Fórmula 1 e os hotéis da região já começam a receber pedidos de desmarcação de reservas. O responsável pelo Autódromo Internacional do Algarve adiantou no domingo à TSF que a lotação do recinto vai ser reduzida, dado o aumento do número de casos de Covid-19.

Alguns bilhetes do evento estão a ser devolvidos, e os hotéis também registam desistências, revela Elidérico Viegas, presidente da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve. "Havia, de facto, alguma procura, sobretudo por parte das pessoas que integram as equipas de Fórmula 1, de todos os mecânicos e de pessoas que circulam em torno do evento. Havia também algumas marcações, mas tínhamos consciência de que não iríamos ter uma procura como seria normal nesta época do ano."

Agora, as desistências "são [muitas] e vão ser importantes", embora o peso das reservas não fosse "muito elevado", preconiza o representante do turismo algarvio. "Não podemos falar de grandes desistências, uma vez que também não havia grandes marcações", reconhece, no entanto, Elidérico Viegas.

O peso do cancelamento das reservas é substancial no caso dos estrangeiros, o que é explicado pelo presidente da associação que representa os hotéis de todo o Algarve. "Uma grande parte de espetadores estrangeiros era oriunda do Reino Unido. O Reino Unido, como sabemos, impõe uma quarentena a todos os cidadãos que regressem ao país a partir de Portugal."

Por outro lado, sustenta Elidérico Viegas, "a grande maioria dos espetadores nacionais vem e regressa no próprio dia, não se vai hospedar em hotéis ou empreendimentos".

"A realização deste evento para nós conta sobretudo como um meio privilegiado de promoção e de divulgação do país e da região do Algarve, mas não podemos contar com o grosso de espetadores que é habitual", lamenta o representante da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve. O público que resta "será bastante reduzido" e maioritariamente estrangeiro, confirma ainda Elidérico Viegas.

O circo da Fórmula 1 já começou a instalar-se no Algarve. As provas decorrem entre sexta-feira e domingo.

* e Catarina Maldonado Vasconcelos

LEIA AQUI TUDO SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de