Chegou o último dia para verificar faturas. Saiba quanto pode perder no IRS se não o fizer

Termina esta quinta-feira o prazo para confirmar faturas. Consulte a galeria para conhecer as percentagens de dedução em cada setor e o máximo que pode amealhar com o reembolso.

Os contribuintes que no ano passado colocaram o seu NIF em faturas têm até ao final do dia para verificar se todas estão corretamente associadas à tipologia de despesas a que correspondem para efeitos de IRS.

Para maximizar as possíveis deduções e reembolso fiscal, deve aceder à página do e-fatura no Portal das Finanças e verificar se tem faturas na situação de "complementar informação", escolher a manualmente a opção mais adequada a cada caso e guardar as alterações.

As faturas que ficarem pendentes depois desta data não serão tidas em consideração para a dedução do IRS.

Porque é que estas faturas precisam de validação?

Há vários motivos para que as faturas fiquem a aguardar validação, como o facto de haver empresas (como as grandes superfícies, por exemplo) com vários códigos de atividade económica (CAE) junto da Autoridade Tributária e Aduaneira, o que impede o sistema informático de classificar automaticamente o setor a que pertencem.

As faturas ficam igualmente na situação de "complementar informação" quando o contribuinte tem atividade aberta como trabalhador independente (Categoria B), sendo necessário que este indique se a despesa em causa está, ou não, afeta à sua atividade profissional.

Registar faturas 'à mão'

Esta quinta-feira termina também o prazo para os contribuintes registarem por sua iniciativa as faturas que não tenham sido comunicadas pelo agente económico que as emitiu, bem como para registar as despesas com saúde, educação e formação realizadas fora do país e os encargos com imóveis realizados fora do território português, noutro Estado membro da União Europeia ou do Espaço Económico Europeu.

Consulte aqui todas as datas para os contribuintes cumprirem as suas obrigações fiscais

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de