Com menos horas trabalhadas, os custos do trabalho aumentam

O Índice de Custo do Trabalho (ICT) aumentou 7,0% no primeiro trimestre de 2021.

O indicador divulgado esta sexta-feira pelo INE, "ajustado de dias úteis", mostra que o "decréscimo de 4% no número de horas efetivamente trabalhadas por trabalhador" levou a que se registe nos primeiros três meses do ano um aumento de 7,6% dos "custos salariais por hora efetivamente trabalhada".

O INE explica que "a redução mais acentuada, este trimestre, no número de horas trabalhadas foi sobretudo explicada pelo encerramento, total ou parcial, das empresas por determinação legislativa ou ainda devido à redução do período normal de trabalho em função da diminuição na faturação".

Os dados estatísticos revelam que "a redução do número de horas efetivamente trabalhadas por trabalhador também foi transversal a todas as atividades económicas. Os decréscimos foram superiores aos observados no trimestre anterior em todas as atividades, com exceção das atividades do setor público, que registaram um decréscimo menos acentuado", justifica o INE.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de