Empresa espanhola Merlin Properties é a compradora da sede do Novo Banco

Edifício na Avenida da Liberdade foi comprado por 112,2 milhões de euros.

A Merlin Properties foi a compradora da sede do Novo Banco, na Avenida da Liberdade, avança o jornal digital Eco.

De acordo com aquela publicação, a empresa espanhola, que em Portugal já detém o Almada Fórum e a plataforma
Logística Lisboa Norte, onde vai construir um centro de dados, levou a melhor na fase final do processo de compra do edifício, onde tinha como concorrente a Rosewood Capital, com sede no Luxemburgo.

O contrato de promessa de compra e venda já foi assinado. A informação consta do comunicado que o Novo Banco enviou à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O montante de venda é de 112,2 milhões euros e, de acordo com o Novo Banco, o processo deve ficar concluído no terceiro trimestre deste ano.

Em comunicado enviado à CMVM, o Novo Banco informou que "após conclusão de um processo de venda competitivo, celebrou um Contrato de Promessa de Compra e Venda para a venda do edifício da sua atual sede situada na Avenida da Liberdade em Lisboa" e que "o valor de venda do imóvel totalizou 112,2 milhões de euros", sem, no entanto, revelar o comprador.

Segundo o banco, a concretização da transação deverá ter um impacto positivo de 55 milhões de euros nas contas de 2022.

Esta operação, bem como a venda de outros ativos, encontra-se no âmbito das medidas adotadas para acelerar o desinvestimento de ativos 'não-core' e deverá permitir um aumento de 40 pontos base nos rácios de capital.

A nova sede do Novo Banco passará a ser no Tagus Park, em Oeiras, estando atualmente em fase de construção.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de