Governo atribui à sua estratégia melhoria da perspetiva do rating pela Fitch

O crescimento do investimento, o reequilíbrio das contas externas e os progressos na consolidação das contas públicas são alguns dos méritos que o Executivo reivindica.

O Governo atribuiu à sua estratégia a melhoria da perspetiva do rating de Portugal feita pela Fitch, e enumerou o crescimento do investimento, o reequilíbrio das contas externas e os progressos na consolidação das contas públicas.

"O crescimento expressivo do investimento, a estabilização do setor financeiro, o reequilíbrio das contas externas e os progressos alcançados na consolidação estrutural das contas públicas resultam da estratégia seguida pelo atual Governo", refere o gabinete do ministro das Finanças, numa nota à imprensa, a propósito da revisão em alta da perspetiva sobre o rating de Portugal.

A agência de notação financeira Fitch melhorou esta sexta-feira a perspetiva do rating de Portugal de estável para positiva.

"A Fitch espera que o recente histórico de queda da dívida pública em relação ao Produto Interno Bruto seja mantido", indica no relatório divulgado esta sexta-feira.

O Ministério das Finanças assinala que a revisão em alta da perspetiva do rating de Portugal feita pela Fitch "é atribuída à consolidação orçamental estrutural e à trajetória de redução do rácio da dívida pública sobre o PIB daí decorrente".

A 5 de abril, a agência de rating canadiana DBRS também melhorou a perspetiva do rating de Portugal de estável para positiva.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados