Governo estima que receitas de turismo continuem a crescer até 2027

A secretária de Estado do Turismo acredita que este ano serão atingidos os 20 mil milhões de euros de receita no setor.

Apesar da inflação e de toda a incerteza política e social vivida no mundo, o Governo acredita que o setor do turismo não deixará de crescer nos próximos anos. A Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços apresenta uma visão otimista.

"Estimamos que iremos continuar a crescer e que, em 2027, iremos atingir os 27 mil milhões de euros de receita turística", afirmou Rita Marques.

A governante, que falava no 2.º Encontro dos Diálogos de Sustentabilidade, promovidos pelo Global Media Group em parceria com a Fundação Inatel, revelou que poderão ser ultrapassadas as receitas de 2019, que atingiram os 18 mil milhões de euros, chegando este ano aos 20 mil milhões.

"Quer dizer que para chegarmos a 2027 com 27 mil milhões cresceremos 10% ao ano", sublinhou.

E se as receitas subiram em relação ao que foi considerado o melhor ano no setor, o número de turistas também para lá caminha. "Este ano vamos provavelmente atrair 25 milhões de turistas", acrescentou.

"O turismo é a montra de Portugal, é importante que assumamos de uma vez por todas", enfatiza a secretária de Estado, lembrando o papel desempenhado pelo setor como motor da economia.

No encontro realizado em Albufeira sobre "Turismo Sustentável", Rita Marques revelou que há mercados emissores de turistas que estão a crescer bastante, como o americano - a subir 20% - e que procuram atrativos diferentes. A secretária de Estado assume que Portugal é cada vez mais um destino sustentável, avesso ao turismo de massas.

"Muitas vezes o turismo de massas confunde-se com turismo barato, mas Portugal já não é esse destino", garante.

Um turista, em média, gasta 1035 euros no país, o que "compara muito positivamente com outros destinos concorrentes".

"É mais do que [ acontece em ] Espanha, Grécia e Itália", garante

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de