Governo mantém aposta nos carros elétricos com incentivos à compra no OE2021

Governo vai investir cerca de 4 milhões de euros para incentivos à compra de veículos elétricos. Carros particulares são agora a prioridade.

Os incentivos para a compra de carros elétricos vão ser mantidos no próximo Orçamento do Estado, com uma aposta maior nos carros particulares e menos nas aquisições das empresas. A revelação foi feita, esta manhã, pelo Ministro do Ambiente e da Ação Climática, ainda antes da abertura da edição deste ano da Mobi Summit.

Em declarações a TSF, o ministro João Pedro Matos Fernandes garantiu que "os incentivos vão manter-se" e que "vão ter um valor semelhante ao do ano anterior, à volta dos 4 milhões de euros".

"Aquilo que vamos fazer, e isso é posterior ao Orçamento do Estado, é, cada vez mais, dar incentivo à aquisição de veículos por parte de particulares, e menos por parte de empresas", adiantou o ministro. "As empresas, como podem deduzir o IVA da aquisição dos veículos, já hoje têm soluções mesmo muito competitivas no momento da compra", justificou.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática está seguro de que os veículos elétricos serão o futuro e realça como se tratam de automóveis mais autónomos e eficientes.

"Estou, sinceramente, convencido de que este é um progresso para manter. Cada vez mais, as pessoas têm um compromisso ambiental. Cada vez mais, também, estes veículos vão sendo mais baratos, e, cada vez mais, as pessoas vão percebendo que eles têm uma maior autonomia e muito menores custos de manutenção e de circulação", declarou João Pedro Matos Fernandes à TSF. É que "um quilómetro feito num veículo elétrico, se for abastecido em casa, fica a cerca de 15% de um quilómetro feito num veículo a gasóleo", reforçou o ministro.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de