INE aponta novembro negro para a economia

No quarto trimestre, "novembro terá sido o mês mais negativo para a atividade económica", adianta o INE.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou, esta quarta-feira, a "Síntese Económica de Conjuntura", onde revela que "em dezembro, o indicador de sentimento económico da Área Euro (AE) aumentou, quase compensando a diminuição registada em novembro".

Para o INE, "esta evolução refletiu o aumento dos níveis de confiança na indústria e na construção, assim como a recuperação do indicador de confiança dos consumidores, após ter diminuído nos dois meses anteriores. No comércio a retalho e nos serviços, os indicadores de confiança diminuíram ligeiramente em dezembro".

Também o indicador de confiança dos consumidores da AE "recuperou significativamente em dezembro, após ter diminuído nos dois meses anteriores".

Mesmo assim, em Portugal, a informação disponível para novembro e dezembro revela uma interrupção da recuperação parcial da atividade económica observada desde maio.

Revelador é que, nos dois meses antes do Natal, "o montante global de levantamentos nacionais, de pagamentos de serviços e de compras em terminais de pagamento automático na rede multibanco registou, em termos homólogos, reduções de 11,8% e 7,8% em novembro e dezembro, respetivamente", destaca o INE.

Outro indicador é a venda de veículos automóveis em dezembro, registando-se taxas de variação homóloga de menos 19,6% nos automóveis ligeiros de passageiros, menos 19,1% nos comerciais ligeiros e menos 15,7% nos veículos pesados", mesmo assim um registo melhor do que as descidas de novembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de