Inflação aumenta para 4,2% em fevereiro

Este valor representa uma subida de 0,9 pontos percentuais face à observada no mês anterior.

A taxa de variação homóloga do índice de preços no consumidor (IPC) aumentou para 4,2%, em fevereiro, uma subida de 0,9 pontos percentuais face à observada no mês anterior, confirmou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Com arredondamento a uma casa decimal, esta taxa coincide com o valor da estimativa rápida divulgada em 28 de fevereiro.

O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) também acelerou, registando uma variação homóloga de 3,2%, que compara com 2,4% em janeiro.

O agregado relativo aos produtos energéticos apresentou uma taxa de variação de 15,0% (12,1% no mês precedente), enquanto o índice referente aos produtos alimentares não transformados registou uma variação homóloga de 3,7% (3,4% em janeiro).

Por classes de despesa e face ao mês precedente, o INE destaca os aumentos das taxas de variação homóloga das classes dos 'transportes' e dos 'restaurantes e hotéis', com variações de 8,5% e 5,2%, respetivamente (6,2% e 3,6% no mês anterior).

Em sentido oposto, assinala as diminuições das taxas de variação homóloga das classes das 'comunicações' e 'lazer, recreação e cultura', com variações de 1,4% e 3,0%, respetivamente (2,6% e 3,2% no mês anterior).

Pelo terceiro mês consecutivo, todas as classes registaram variações homólogas positivas.

Segundo o INE, a variação mensal do IPC foi 0,4% (0,3 no mês precedente e -0,5% em fevereiro de 2021).

Já a variação média dos últimos 12 meses foi 1,8%, face a 1,5% em janeiro.

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português apresentou uma variação homóloga de 4,4%, superior em 1,0 ponto percentual à do mês anterior e inferior em 1,4 pontos percentuais ao valor estimado pelo Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) para a zona euro.

Em janeiro, aquela diferença tinha sido de 1,7 pontos percentuais, notou o INE.

Excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos, o IHPC em Portugal registou uma variação homóloga de 3,4% em fevereiro, superior à taxa correspondente para a área do euro, que se fixou em 2,9%.

O IHPC registou uma variação mensal de 0,5% (0,3% no mês anterior e -0,5% em fevereiro de 2021) e uma variação média dos últimos 12 meses de 1,5% (1,2% no mês precedente).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de